Buscar
  • expandjr

Adequação do café para o local de exportação

Atualizado: Nov 12

Por Amanda Silva, Beatriz Carvalho, Júlia Sant’Anna, Luiza Florencio e Mariana Campos



Durante a pandemia, diversos serviços sofreram com quedas bruscas nas suas vendas, chegando até a fechar suas portas. No entanto, o setor cafeeiro tem ido na contramão dessa crise e mostra perspectivas de ter uma de suas melhores safras em 2020. Sendo assim, abordaremos, nos próximos parágrafos, a crescente evolução das exportações do café brasileiro e da importância do cenário mundial para o crescimento desse setor.


Inicialmente, trataremos da alta do café brasileiro e de sua presença em quase todos, senão todos, os continentes, apresentando um recorde de exportação no ano de 2019. A marca foi de 40,6 milhões de sacas exportadas, majoritariamente, para os Estados Unidos, Alemanha, Itália, Japão e Bélgica. Assim, o Brasil é o maior produtor de café do mundo, dividindo essa produção entre dois tipos de café: o arábica e o robusta, os quais se diferem pelo sabor, aroma e condições geográficas da produção. Para além disso, devemos ter em vista que o percurso do café no Brasil está diretamente ligado à dinâmica de sua inserção na conjuntura mundial. A indústria do café solúvel nacional modificou, por exemplo, a produção americana. Dessa forma, o solúvel brasileiro passou a ser misturado à base de café arábica para uma melhora na sua solubilidade, aroma, sabor e produção em massa. Isso ocorreu pois a participação do café solúvel no consumo foi uma consequência natural e imediata do processo de urbanização das populações.


Sob uma segunda ótica, ainda nessa perspectiva, a adaptação dos produtores de café arábica se contrapõem a essa popularização vista anteriormente, pois eles se movimentaram em direção ao fornecimento de cafés de melhor qualidade que sejam adequados ao uso em máquinas de café expresso, como em máquinas italianas que realizam a moagem do café durante o ato de preparação da bebida.


Tendo em vista os aspectos citados, o setor cafeeiro se torna promissor para a exportação ou importação mesmo no cenário global atual. Ademais, o comércio exterior abre portas e novos olhares as empresas que desejam explorar o mesmo, principalmente se um estudo e preparo, da instituição que deseja implementá-lo, são realizados no processo. Portanto, o serviço de uma consultoria de comex é imprescindível para que não haja problemas ou tempo perdido e possa auxiliar no direcionamento que a empresa precisa. Na Expand Jr. possuímos uma consultoria completa em que será feito um estudo e análise de mercado, observando países promissores, público alvo e outras particularidades significativas, além do planejamento logístico e tributário levando em conta a realidade da empresa e do local de destino trazendo confiança e conhecimento aos clientes que desejam expandir seus horizontes.



Bibliografia

https://www.fazcomex.com.br/blog/exportacao-de-cafe-vamos-conhecer-mais/

https://g1.globo.com/economia/agronegocios/noticia/2020/08/12/exportacao-de-cafe-do-brasil-tem-segundo-maior-volume-para-julho-da-historia.ghtml

https://open.spotify.com/episode/0OwcZgSL7x3bLrLh1QPjbf?si=vUncClBpTmmSfSfXuoCHbw


52 visualizações
Cópia de Cópia de Cópia de Sem nome (1).

AINDA COM DÚVIDAS?


Nós temos a solução! Fale com um de nossos especialistas. 

Logo Nova.png

ENDEREÇO

Av. Pasteur, 250 - Urca

Rio de Janeiro - RJ
Universidade Federal do

Rio de Janeiro - UFRJ

CNPJ: 28.318.312/0001-67

Feito com     por Graziele Vieira

          CONTATO

            comercial@expandjr.com.br                +55 (21) 96941 9446
              /expandjr

              /expandjr

              @expandjr

linkedin.png
Facebook.png
instagram.png
ODS Expand.png